Cada um com seu medo

Nós, seres humanos felizes e destemidos, raramente confessamos nossos medos e o motivo -normalmente- é vergonha. Como explicar aquele medo de palhaço sem levar o amigo a um ataque de risos? E medo de cachorro? JAMAIS. “Pode parar de frescura” é o que dizem por aí.

O que a galera não sabe ou se esquece é que o medo é uma parte fundamental das nossas vidas, só precisamos mantê-lo sob controle. Pensando nisso, a animadora e ilustradora norte-americana Nata Metlukh fez um curta fofo que vale como lembrete: não podemos nos entregar ao medo, porém é prudente não abandoná-lo.

Mariana

mari

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s